Mude as crenças para mudar a realidade

do processo de coaching para pais e filhos. Jacqueline Vilela

Você já ouviu falar na Roda da Mentalidade e em como ela afeta a sua vida e a vida dos pais que você atende?

Não! Então que bom que você chegou a este artigo porque nele eu explico esse conceito simples que você pode usar nos processos de coaching para pais e filhos, mas que na prática é bem desafiador:

Ao longo da vida, as pessoas que estão próximas ao nosso ciclo de convivência (pais, cuidadores, amigos, sociedade) nos passam ideias. Ao ouvir uma ideia tiramos uma conclusão sobre ela, que acaba se tornando uma verdade absoluta, ou seja, uma crença.

A crença é o nosso filtro sobre a realidade, o nosso recorte do que aconteceu em determinado momento. Pode ser impulsionadora e ajudar a criar a vida que desejamos ou limitante e bloquear nossas chances de sucesso.

Crenças governam pensamentos, que guiam as ações, que produzem experiências, que reforçam a crença e é esse padrão que chamamos de roda de mentalidade.

Para facilitar o seu entendimento abaixo segue um exemplo prático e comum nos atendimentos em pais de adolescentes:

ACREDITO: A adolescência é uma aborrescência

PENSO: Como é difícil essa fase, tudo era mais fácil quando o meu filho era mais novo

SINTO: Tristeza e frustração

AJO: Ignorando a fase do meu filho, não dando atenção ou entrando em constante conflito

EXPERIMENTO: A indiferença do filho (quando a fase é ignorada) ou a revolta (quando há conflito)

REFORÇO: A crença de que a adolescência é uma aborrescência.

A grande maioria dos pais está em uma roda de mentalidade limitante quando começa um processo de coaching para pais e filhos e o desafio do profissional parental é criar uma nova roda de mentalidade saudável e sustentável para o estilo de vida daquela família. Veja como fica o mesmo exemplo, quando trabalhado através do coaching de pais:

ACREDITO: A adolescência é uma fase onde os filhos precisam muito dos pais

PENSO: Como posso ajudar meu filho a superar essa montanha russa de emoções?

SINTO: Aceitação desse novo ciclo

AJO: Pesquisando, vendo novas formas de conversar, de estabelecer contato e acordos.

EXPERIMENTO: Uma mudança na dinâmica da família e um crescimento de todos

REFORÇO: A crença de que a adolescência é uma fase onde os filhos precisam dos pais.
Ter um método eficiente para reprogramar a roda de mentalidade do cliente é o que separa o coach do nicho parental de sucesso dos demais, que aplicam ferramentas genéricas, sem considerar as particularidades das famílias.

Trabalhar apenas no que o cliente experimenta, como a revolta do filho, a frustração dos pais, a birra, entre outras, e desconsiderar que o comportamento faz parte de um processo mental cíclico, tem levado muitos coaches a fracassar nos atendimentos a pais e filhos.

O objetivo desse artigo é traçar um paralelo entre a roda de mentalidade e os 6 passos para a transformação de um processo de coaching para pais e filhos, capaz de ser eficiente e transformador.  É um guia que orienta o profissional parental e mostra se ele está no caminho certo:

  1. Consciência: Se o seu cliente não pode ver, ele não pode transformar. O papel do coach parental é trazer à superfície as crenças do cliente sobre a situação que ele deseja superar ou transformar. O papel do ciclo 01, chamado de Descoberta, na certificação Parent Coaching é exatamente trazer ferramentas que possibilite ao coach conscientizar o cliente dos seus padrões e condutas.
  1. Aceitação: Quando o cliente percebe como os pensamentos e sentimentos são gerados a partir do que acredita, deixa de resistir e passa a colaborar. E as possibilidades de mudança surgem naturalmente. O ciclo 2, fase do sonho, vem para consolidar a etapa da Aceitação e preparar o cliente para as próximas fases.
  1. Perdão: O seu cliente precisará perdoar. A si mesmo ou alguém. Faz parte de um processo que é muito forte do coaching para pais e filhos, mais do que em outros processos. Porque quando há família, há perdão. O processo de coaching parental trabalha em todos os ciclos para dar um novo significado à família, trazendo um senso de pertencimento capaz de unir os integrantes do sistema familiar.
  1. Nova visão: Nessa fase muitas outras crenças são descobertas. Para que o coach de pais e filhos consiga desafiar a sistemática da roda de mentalidade terá que percorrer os 3 passos anteriores, ou seja, um caminho já foi percorrido e as bases trabalhadas (muitos falham nesta etapa, desafiando crenças antes de trabalhar a base familiar). O ciclo 3, Planejamento, ajuda o cliente a aplicar uma nova visão, baseado no que aprendeu durante o processo de coaching parental.
  1. Ação Alinhada: É incentivar o cliente a trazer a nova realidade todos os dias para a vida dele, ter consistência e agir conforme os valores, propósito e estruturação familiar trabalhados nas sessões de coaching parental. No ciclo 4, destino, o coach tem à sua disposição ferramentas para trabalhar uma nova forma de se relacionar, poderosa e eficiente.
  1. Celebração: Cada passo da jornada é valioso. O coach de pais e filhos sabe disso e incentiva o cliente a perceber e celebrar as suas pequenas vitórias em todos os momentos. Desde o começo do processo, passando pelas sessões e pela finalização, o coach parental precisa ter ferramentas que encantem e que ajude o cliente a perceber as pequenas vitórias.

Deste modo, os 6 passos para a transformação do seu cliente em um processo de coaching para pais passa necessariamente pela transformação da roda de mentalidade com as técnicas certas para cada ciclo e situação.

E você, se sente preparado? Sente que tem as ferramentas certas? Consegue promover a mudança que o seu cliente precisa?

Se você ainda não consegue gerar a transformação que deseja e precisa no seus clientes eu te convido a se cadastrar na lista VIP para receber em primeira mão vídeo, artigos e conteúdos gratuitos sobre coaching parental.

E te convido a conhecer a Certificação Parent Coaching, exclusiva para profissionais que desejam impactar pais e filhos.

Leia também:

Os 3 Pilares para o Sucesso da sua Missão de Vida

4 formas de ajudar o seu cliente a atingir os objetivos